Notícias



Para dar início à construção de um plano de articulação dirigido à população indígena do estado, a Ouvidoria-geral promoveu na manhã desta terça-feira, 26, um encontro que reuniu representantes de movimentos indígenas e indigenistas e o Subnúcleo de Direitos Humanos 1 da Defensoria Pública.
 

Entre os temas abordados estão saúde, segurança alimentar, autonomia da mulher indígena, dados sobre população indígena no contexto urbano, reconhecimento do trabalho das parteiras e outras questões apresentadas por representantes de instituições e de movimentos indígenas que ainda serão aprofundadas.
 

Representantes de organizações indígenas e indigenistas se reuniram com Ouvidoria-geral e Subnúcleo de Direitos Humanos 1 da DPE/AC Foto: Golby Pullig/Ascom

“Foi muito produtiva nossa primeira reunião, em que alinhamos questões urgentes relacionados aos povos indígenas, abre com chave de ouro nossas discussões, desde a saúde, educação e cultura (tradições e acesso à autonomia financeira). Foi a primeira de muitas. É necessário manter essa rede de comunicação. Já iniciamos a qualificação do acesso à justiça aos povos indígenas”, avalia a ouvidora-geral da DPE/AC, Soleane Manchineri.
 

A coordenadora do Subnúcleo de Direitos Humanos 1, defensora Juliana Caobianco, ouviu as representantes de cada uma das instituições e destacou que "apesar do SDH1 atuar na esfera individual,  foi criado principalmente para a atuação na esfera coletiva, na qual poderão ser trabalhada as questões relacionadas às dificuldades vivenciadas pelos povos indígenas”.
 

“Diálogos como esses são fundamentais para que possamos conhecer melhor a cultura indígena e os problemas que esses grupos vêm enfrentando, seja dentro ou fora da aldeia", pontuou a coordenadora. Entre os encaminhamentos decorrentes da reunião, será agendada uma visita à Casa de Saúde Indígena (Casai), a fim de melhor conhecer os desafios envolvendo a saúde dessa população.
 

Participaram da reunião Joana Mundurucu, da Federação do Povo Huni Kui do Estado do Acre – Fephac; Yoka Manchineri, Organização de Mulheres Indígenas do Acre, Sul do Amazonas e Noroeste de Rondônia (Sitoakore); Valdenira Huni Kui, Sitoakore e Fephac; Líbia Almeida, Instituto Xubuã; Edilaine Marques, Comissão Pró-Índio/Acre; Silviana, do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI); Joseima Manchineri, mulher indígena e Larissa Damasceno, Subnúcleo de Direitos Humanos 1 da DPE/AC.



CONFIRA NOSSA GALERIA DE IMAGENS


Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o www.defensoria.ac.def.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nossa Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.