Notícias



Cinco adolescentes em situação de vulnerabilidade, abrigados na instituição de acolhimento Drª. Maria Tapajós e Casa Sol Nascente, receberam nesta sexta-feira, 8, o primeiro certificado profissional de suas vidas. O curso de garçom e garçonete, realizado pelo projeto Arte do Ser, desenvolvido pelo Tribunal de Justiça, foi oferecido nos meses de fevereiro e março deste ano pela empresária Denise Borges, com parceria institucional da Defensoria Pública do Acre.

 

Criado em 2021, o projeto Arte do Ser, de responsabilidade da Coordenadoria da Infância e Juventude, promove um ambiente de acolhimento por meio de palestras de conscientização e aprendizado, além de oferecer meios de lazer, educação, acesso à cultura e cuidados com a saúde mental de crianças e adolescentes abrigados nas duas instituições.

 

Um dos focos do projeto é capacitar adolescentes para uma atividade profissional que possa ser desenvolvida após a maioridade. “Destaco a ação da empresária Denise Borges. Nós somos servidores públicos, mas ela é voluntária e no ato voluntário e no coração dela tem espaço para essas crianças”, disse o secretário adjunto de Assistência Social, Francisco Bezerra.

 

Entre os adolescentes que terminaram o curso, três deles estão trabalhando no restaurante da empresária e já participaram de eventos como garçons, oportunidade que F.V., de 16 anos, aguarda. “Esse curso foi um aprendizado. Vim do meu estado pra cá sem ninguém. Estudei bastante pra passar nas provas e vou aproveitar”, afirmou a menina, que está no Acre sob medida protetiva. 

 

“Para nós é uma honra participar desse projeto. Fico grata por terem incluído nossa instituição para contribuir com ação tão importante. A Dra. Regina Ferrari é aguerrida, principalmente quando se refere à defesa do direito de crianças e adolescentes e a Denise Borges faz este trabalho com amor e dedicação”, pontua a defensora-geral Simone Santiago. 

 

A desembargadora Regina Ferrari, coordenadora da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Acre, destaca o papel da Defensoria Pública na execução do projeto Arte do Ser. “A Defensoria é o braço direto em defesa dos que não tem voz. É a instituição com legitimidade para nos dar este suporte.

 



CONFIRA NOSSA GALERIA DE IMAGENS


Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o www.defensoria.ac.def.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nossa Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.