Notícias



O anúncio da convocação dos aprovados no V concurso público para ingresso na carreira de defensor público, foi realizado pelo governador Gladson Cameli e pela defensora-geral, Simone Santiago, na manhã desta sexta-feira, 11.

 

O concurso realizado pela Defensoria Pública do Acre (DPE/AC), por meio do governo do estado, disponibilizou 15 vagas para o cargo de defensor público, com remuneração inicial de R$20 mil. 

 

defensora-geral e governador anunciam convocação de 15 novos defensores públicos para o Acre. Foto: Felícia Lanay Ascom/DPE

O certame homologado desde 2018, ainda não tinha sido finalizado devido ao limite prudencial do estado, mas diante dos esforços para aprovação da Lei que separa do Poder Executivo os gastos da Defensoria Pública, agora será possível a nomeação, explica a defensora-geral.

 

“Muitos foram os esforços para a convocação dos novos membros que irão integrar à nossa Defensoria Pública. Diante do limite prudencial que impossibilitava a convocação, nossa gestão, o governo Gladson Cameli, todos os parlamentares da Aleac, a parceria e apoio de outras instituições, foram fundamentais para garantir ao povo acreano mais assistência jurídica integral e gratuita em todo Acre, pois é isso que significa a nomeação desses novos colegas”, destacou a defensora-geral, Simone Santiago. 

 

“Após a aprovação da Lei, no final de dezembro do ano passado, vínhamos trabalhando e alinhando todos os trâmites para que neste momento pudéssemos anunciar essa notícia maravilhosa”, ressaltou. 

 

Com previsão para posse no mês de março, os novos defensores serão destinados para atender as demandas dos municípios do interior do Estado, e fortalecer ainda mais os serviços da Defensoria Pública.

 

O governador, Gladson Cameli reafirmou o compromisso com a Defensoria Pública e com a população acreana. “O papel da Defensoria Pública é fundamental para aquele que está na ponta, quem mais precisa, é pra eles que quero governar. Desde dezembro nós destravamos a parte burocrática que tínhamos, e estamos aqui neste momento concretizando o sonho dessas guerreiras”, destacou.

Emocionada, a subdefensora-geral, Roberta Caminha, relembrou os desafios para realização do certame.  “É um sentimento de felicidade e concretização de um trabalho iniciado ainda no ano de 2017, quando pensamos neste concurso e enfrentamos esse desafio para concretizá-lo. O impedimento legal frustrou nossas expectativas de nomeação conforme havíamos sonhado, mas graças a Deus e ao trabalho conjunto de cada um que lutou conosco, podemos alcançar essa conquista para alicerçar ainda mais nossa instituição e garantir a promoção de direitos a toda população vulnerável do nosso estado”, disse.

 

Assinado pelo governador, o decreto que prevê o chamamento dos aprovados segue para publicação no Diário Oficial do Estado do Acre.

 

Participaram do ato de assinatura também, a subdefensora-geral, Roberta Caminha e a corregedora-geral, Fenísia Mota.



Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o www.defensoria.ac.def.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nossa Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.