Notícias



Nesta quinta-feira, 18, parceiros do projeto Rhuamm (Rede Humanizada de Apoio a Meninas e Meninos), reuniram-se na sede da Defensoria Pública para definir fluxos de desenvolvimento da primeira etapa de implantação do projeto, que abrange nesta fase o ajuste de agendas e organização de demandas de cada instituição. Na ocasião, a secretária municipal de Educação, Nabiha Bestene, anunciou a cessão de sala para abrigar o núcleo do projeto em uma das escolas da rede. 

 

A defensora-geral Simone Santiago participou da abertura da reunião e ressaltou a importância da parceria para a concretização do projeto. “É um trabalho de união, que visa integrar ações, objetivando o fortalecimento da rede de proteção de meninos e meninas”, disse. 

Defensoria Pública e Secretaria Municipal de Educação celebram parceria em mais um passo para a concretização do Projeto Rhuamm Foto: Bruno Firmino/Estagiário sob supervisão da Ascom DPE

 

O projeto Rhuamm tem como objetivo formar e capacitar profissionais da rede pública municipal estabelecendo uma equipe multi e interdisciplinar apta a acolher e promover o atendimento de crianças de 0 a 12 anos incompletos em situação de vulnerabilidade ou vítimas de violência na faixa da primeira infância, em consonância com o Plano Estadual Decenal dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente (PEDDHCA) 2021-2030.
 

Para o defensor público e coordenador do Núcleo de Cidadania, Celso Rodrigues, “a união de esforços com a rede municipal é fundamental para todos, pois será através deles que vamos identificar os problemas e buscar a solução”, disse. 

 

Representantes de instituições parceiras se reúnem para definir detalhes da primeira etapa de implantação do projeto Rhuamm Foto: Bruno Firmino/Estagiário sob supervisão da Ascom DPE

Participaram desta reunião a secretária municipal de Educação de Rio Branco, Nabiha Bestene, o professor Francisco Souza (Seme), representantes da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente, do Conselho de Diretores de Escolas Públicas do Acre (Codep/Rio Branco, das secretarias municipais da Casa Civil da Prefeitura de Rio Branco e de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH); José Nilman do Centro Pop, Bono Levy, do Tribunal de Justiça do Acre e, ainda, os servidores Larissa Damasceno, do Subnúcleo de Direitos Humanos 1 e Bruno Araújo, do Subnúcleo de Direitos Humanos 2, ambos da Defensoria Pública do Acre, e Sandra Xavier, Luzia Freitas e Lucinha Souza, equipe do Núcleo da Cidadania.



CONFIRA NOSSA GALERIA DE IMAGENS


Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação no portal. Ao utilizar o www.defensoria.ac.def.br, você concorda com a política de monitoramento de cookies. Para ter mais informações sobre como isso é feito, acesse nossa Política de cookies. Se você concorda, clique em ACEITO.