Notícias

Atendimento jurídico, de saúde, cortes de cabelo, show circense e lanche foram oferecidos durante a ação



Cerca de 60 pessoas aceitaram o convite e participaram na tarde desta quinta-feira, 19, Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua, de acolhimento promovido pela Defensoria Pública em frente ao Palácio Rio Branco.  A movimentação foi atraindo aos poucos o público-alvo da ação para quem foram oferecidos atendimentos jurídico, social, de saúde, barbearia na rua, além de atividades de lazer como a apresentação de pocket show do Circo Broadway.

 

“Esta ação não seria possível sem o apoio dos parceiros. Hoje é, especialmente, um dia para que possamos refletir sobre a condição de pessoas em situação de rua. A Defensoria Pública como guardiã de direitos tem o dever constitucional de oferecer amparo jurídico, mas não só isso. Não podemos nos acomodar. Precisamos olhar para fora e contribuir também com ações sociais”, enfatizou a defensora-geral, Simone Santiago.

 Defensora-geral, Simone Santiago, conversa com pessoas atendidas  durante a ação Foto: Golby Pullig/Ascom DPE

Em Rio Branco, 288 pessoas vivem em situação de rua, segundo levantamento do Centro de Referência Especializado para População de Rua, o Centro POP, feito em 2021. Este número é quase o dobro do registrado em 2020. Também na manhã desta quinta-feira, a Defensoria visitou o local e firmou parceria para viabilizar o acesso à justiça para pessoas em situação de rua que participam das atividades promovidas pelo Centro Pop.   

 

“Queremos ser ouvidos e respeitados. Não faço apologia ao fato de que as pessoas devam ficar na rua, mas se estão nesta condição e querem ficar elas merecem ser respeitadas”, defende um dos integrantes do Movimento Acreano de Pessoas em Situação de Rua, Rudson Calel. Ele lembra que houve um avanço desde que o movimento foi criado há cinco anos. “Nas ruas existe uma grande diversidade de pessoas. É preciso que sejam vistas”. 

Defensoria Pública realizou ação social com o apoio de  parceiros como Centro Pop e Rotary Clube Foto: José Caminha/Secom

 

Participaram da ação a secretária de Assistência Social, Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres, Ana Paula Lima; a diretora-presidente do Procon/AC, Alana Albuquerque; a coordenadora do Centro Pop, Keyla Carvalho; a presidente da Associação das Defensoras e Defensores Públicos do Acre (Adpacre), Aryne Cunha, a coordenadora do Subnúcleo de Direitos Humanos 1, Juliana Caobianco. 

Aryne Cunha (Adpacre), Alana Albuquerque (Procon), Ana Paula Lima (SEASDHM), Simone Santiago, defensora-geral e Roberta Caminha, subdefensora-geral Foto: José Caminha/Secom

Em parceria com a Defensoria Pública nesta ação estiveram o governo do Estado do Acre, Centro Pop, grupos do Rotary Clube, Sesc (atividades físicas, aferição de pressão, vacinas), Donn Barbearia, Don Vintage Barbearia, André Luís Barbearia e Barbearia Maresia, Associação de Redução de Danos do Acre – Aredacre (testagens de HIV/Aids, hepatites, distribuição de informativos) e Circo Broadway. 



CONFIRA NOSSA GALERIA DE IMAGENS