Notícias



Em alusão ao Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua, comemorado nesta quinta-feira, 19 de agosto, a defensora pública geral, Simone Santiago, participou da celebração promovida pelo Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), em Rio Branco.

 

A data marca o acontecimento conhecido como “Massacre da Sé”, em 2004, onde sete pessoas foram assassinadas e oito ficaram gravemente feridas enquanto dormiam na região da Praça da Sé, em São Paulo. Após o acontecido, grupos da população se formaram para criar o Movimento Nacional da População de Rua, e ingressarem na luta contínua pela garantia de direitos.

Evento no Centro Pop em alusão ao Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua. Foto: Felícia Lanay/Ascom DPE

 

A coordenadora do Centro Pop, Keyla Carvalho destaca que o principal objetivo do Centro de Referência é reintegrar as pessoas que estão em situação de rua. “Nosso trabalho tem sido realizado durante 24 horas visando um atendimento qualificado que promova dignidade e possa reinserir essas pessoas em suas famílias e na sociedade”, afirmou. 

 

Abordagem e assistência social, café da manhã e almoço, atendimento técnico e encaminhamento para outras instituições, são alguns dos serviços realizados pelo Centro para atender pessoas em situação de vulnerabilidade. 

Defensora-geral, Simone Santiago prestigia evento no Centro Pop. Foto: Felícia Lanay/Ascom DPE

 

A parceria da DPE/AC e Centro Pop tem por finalidade viabilizar o acesso à justiça e garantir assistência jurídica as pessoas em situação de rua que participam de atividades desenvolvidas pelo Centro. 

 

“Hoje é um dia para refletir e ressaltar toda luta em prol dessa população. São pessoas que muitas das vezes se tornam invisíveis para sociedade, mas que precisam ter seus direitos garantidos. Essa é uma luta de todos nós, por isso, a Defensoria está à disposição para trabalharmos juntos na garantia do acesso à justiça e de políticas públicas que atendam essas pessoas”, disse a defensora-geral, Simone Santiago.  

 

Na ocasião, a defensora-geral também fez uma visita nas instalações do Centro que hoje atende aproximadamente 288 pessoas em situação de rua.  

 



CONFIRA NOSSA GALERIA DE IMAGENS