Notícias



A Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC), representada pela defensora pública Flávia Nascimento, que atua no Subnúcleo de Direitos Humanos 2 (SDH2), participou nesta quinta-feira, 10, de reunião para o alinhamento de estratégias voltadas à eliminação e prevenção da criminalidade.

 

O encontro foi articulado pela Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp). Serão realizadas visitas técnicas em todas as Regionais do Acre, com a promoção das Câmaras Temáticas: Ações de defesa social e ações preventivas; Integração dos órgãos do sistema de Justiça Criminal; e Demandas e ações dos órgãos do sistema de Segurança Pública.

Inicialmente o plano de ação visa abranger a comunidade da Cidade do Povo, na 2ª Regional de Rio Branco. Foto: (Felícia Lanay/ Ascom DPE)

As câmaras temáticas têm por objetivo integrar e transversalizar políticas de defesa social, com foco nas prevenções primária, secundária e terciária, específicas para cada regional de segurança, abordando as problemáticas locais na busca de planejamento de ações e soluções.

 

Inicialmente o plano de ação visa abranger a comunidade da Cidade do Povo, na 2ª Regional de Rio Branco. Ainda em fase de construção, a comunidade sugeriu para o plano algumas políticas públicas, com a finalidade de impactar nos resultados de saneamento básico, gerar oportunidade de emprego para os jovens e reduzir a violência e crimes de menor potencial ofensivo por meio da mediação de conflitos. 

 

A iniciativa também compõe as atividades do programa Acre pela vida - por uma cultura de paz, que visa a prevenção e o enfrentamento à violência no estado. A estratégia conta com ações preventivas e repressivas que serão implementadas prioritariamente em comunidades com maior incidência de crimes contra a vida. 

Defensora pública, Flávia Nascimento. Foto: (Felícia Lanay/ Ascom DPE)

 

Para a defensora pública, Flávia Nascimento, sem redução das vulnerabilidades sociais, não há como reduzir a criminalidade. “A Defensoria Pública se faz presente para dialogar com as demais instituições a fim de garantir as políticas públicas e reduzir as vulnerabilidades sociais, que muitas vezes facilitam a entrada para o mundo do crime”, disse.

 

Participaram da reunião representantes da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), polícias Civil e Militar, Secretaria de Educação, Centro de Referência de Assistência Social (Cras), Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Acre (Iapen/AC), Empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco (Emurb), representantes da comunidade, entre outros.



CONFIRA NOSSA GALERIA DE IMAGENS